Amniocentese: avaliação do líquido amniótico para diagnóstico fetal

O líquido amniótico é essencial para o adequado desenvolvimento fetal. Possui diversas funções desde a proteção até a proteção contra infecções. Além disso, sua avaliação laboratorial é útil no diagnóstico de malformações fetais.     Como é produzido o líquido amniótico? Durante as primeiras semanas de idade gestacional o líquido amniótico é produzido através de…

Ultrassonografia no 1º Trimestre: Idade gestacional, número de fetos, translucência nucal, osso nasal e ducto venoso

A ultrassonografia é uma ferramenta importantíssima no trabalho do obstetra por trazer informações importantíssimas sobre o estado atual do feto. Durante o primeiro trimestre serve como avaliação das ameaças de abortamento, como definição de número de fetos e idade gestacional e pesquisa de malformações fetais.  A ultrassonografia é um exame que modificou a forma de…

Ultrassonografia com Doppler: Fluxo Sanguíneo Fetal

A ultrassonografia é o método de imagem mais utilizada em obstetrícia. Com o uso do Doppler é possível avaliar as variações de fluxo fetal para predizer o sofrimento por doenças maternas e placentárias. Tem importância fundamental nas gestações de alto risco. A ultrassonografia é um método não-invasivo, de baixo custo, acessível e de amplo uso…

Descolamento Prematuro de Placenta Normalmente Inserida: Emergência Hemorrágica Obstétrica

Emergência obstétrica associada a alta mortalidade fetal e risco de consequências graves para a mãe. Corresponde a 20% das mortes perinatais. Pode levar à necessidade de histerectomia como forma de cessar a hemorragia materna.   O que é o Descolamento Prematuro de Placenta Normalmente Inserida? Segundo a Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia(FIGO) corresponde à…

Pré-eclampsia: o AAS é capaz de reduzir os riscos?

O Ácido Acetilsalicílico é usado na pré-eclampsia em pacientes selecionadas como forma de reduzir a inflamação sistêmica. Reduz a chance de desenvolver a doença e melhora o fluxo uteroplacentário e o crescimento fetal. Fisiologia: A pré-eclampsia é um estado de sofrimento tecidual com redução de fluxo aos tecidos. Desta forma são liberados radicais livres e…

Repercussões Orgânicas da Pré-eclampsia

A pré-eclampsia causa dano em praticamente todos os órgãos maternos. O ambiente de suprimento insuficiente de oxigênio uteroplacentário forma uma quantidade grande de radicais livres que causam dano endotelial sistêmico. Repercussões renais: O vasoespasmo causado pela pré-eclampsia a nível renal impede o aumento da taxa de filtração glomerular e dificulta o balanço hídrico da gestante.…