Malformações Genitais e Uterinas: aspectos ginecológicos e possibilidades de gestação

O desenvolvimento anormal das estruturas genitais e urinárias, que ocorrem ainda durante a vida embrionária, podem resultar em alterações que podem ser silenciosas ou prejudicar  bastante a qualidade de vida das mulheres. Isso é válido em decorrência de sintomas ginecológicos com dificuldades em relação à gestação e ao parto. 

 

utero-malformacoes-ginecologia-malformacoes-uterinas-utero-didelfo-utero-bicorno

 

Qual a importância das malformações uterinas e genitais?

Estima-se que 3 a 4% das mulheres apresentem algum grau de malformação do trato genital. Estas podem ser silenciosas durante muito tempo e somente serem descobertas no início da vida adulta com os ciclos menstruais ou em dificuldades em relação a gestação e parto.

Existem diversos tipos de malformações do trato genital e urinário feminino que fogem ao objetivo deste texto. Discutiremos os aspectos relacionados aos principais tipos. Segundo a FEBRASGO o útero arqueado é a malformação mais associada a abortamentos de repetição e o útero septado é o que possui maior índice de infertilidade.

A ocorrência destas alterações é associada a teratógenos como o Diabetes Mellitus materno, medicamentos e alterações genéticas. A presença de erros durante o desenvolvimento embrionário correspondem à grande maioria dos casos que ocorrem sem um fator de risco bem definido.

 

Como são classificadas as malformações uterinas?

As aplasias müllerianas podem ser:

  1. Completas, unilaterais (útero unicorno) e bilaterais (agenesia uterina, que se acompanha de agenesia renal bilateral, incompatível com a vida);
  2. Incompletas, unilaterais (útero pseudounicorno, isto é, útero unicorno com corno rudimentar) ou bilaterais (síndrome de Mayer-Rokitansky-Küster-Hauser).

As falhas na fusão dos ductos de Müller, que ocorre entre a 10ª e a 12ª semana acompanham-se, frequentemente, de malformações urinárias. As principais variantes são:

  1. Útero didelfo, na ausência completa de fusão dos ductos;
  2. Útero bicorno bicervical;
  3. Útero bicorno unicervical.
  4. Úteros septados que se devem a problemas na reabsorção do septo intermülleriano e ocorrem entre a 13ª e 17ª semanas. As malformações urinárias geralmente estão ausentes. Os septos podem ser totais, parciais, corporais, cervicais ou assimétri­cos. O útero pode ainda ser malformado por interferência de disruptores hormonais, dos quais o mais importante é o dietilestilbestrol3(D).

 

Como é feito o diagnóstico?

O exame de toque pode evidenciar a presença de colo uterino anormal ou mais de um colo. Contudo, muito dificilmente um diagnóstico de qual tipo de alteração uterina estará presente somente pelo exame físico.

A ultrassonografia é um exame importante na determinação do tipo de malformação em mãos de examinadores habilidosos. Na dúvida quanto ao diagnóstico, a ressonância nuclear magnética pode ser usada como complementar.

Após a associação da histerossalpingografia para pesquisa de infertilidade feminina forneceram uma grande quantidade de diagnósticos de malformações uterinas.

As laparotomias (cirurgias abdominais) por outros motivos também podem evidenciar malformações uterinas anteriormente desconhecidas.

 

Como podem ser tratadas as malformações uterinas?

screenshot293

 

Quanto às malformações vaginais, a necessidade de cirurgia é mais urgente devido principalmente ao prejuízo de eliminação de fluxo vaginal.

A depender do diagnóstico, podem ser necessárias suplementações hormonais como forma de auxiliar no desenvolvimento e/ou preparação pré-operatória.

Em úteros septados pode ser tentada a metroplastia para tornar a cavidade única como forma de aumentar a chance de levar uma gestação ao termo. Alguns autores consideram:

“…os autores concluíram que a metroplastia convencional por via transabdominal é um procedimento seguro em mulheres com malformações uterinas simétricas, história de abortamento recorrente e esterilidade sem outra causa.”

Pacientes que preenchem critérios de abortamentos de repetição sugestivos de incompetência istmocervical, podem ser indicadas para procedimentos como a cerclagem do colo uterino. Esta é menos eficaz em cavidades muito hipodesenvolvidas e pouco distensíveis.

Com base na literatura existente, a circlagem é raramente indicada, mas, eventualmente, ainda é realizada em algumas mulheres, quando obedecidos os seguintes critérios:

  1. Ausência de sinais e sintomas de anormalidades fetais no primeiro trimestre da gestação em curso;
  2. Paciente com três ou mais perdas de segundo trimestre (usualmente, entre 18 e 22 semanas) e história clássica de insuficiência cervical. Os autores recomendam ultrassono­grafias seriadas a partir da 16ª semana para demonstrar a insuficiência ou a competência cervical.

Ao engravidar, estas pacientes devem ser submetidas a avaliação do comprimento do colo uterino. Os autores concluíram que o colo curto na ultrassonografia transvaginal, em mulheres com malformações uterinas, aumenta em 13 vezes o risco de parto prematuro. O útero unicorno tem o maior risco de encurtamento cervical e de parto prematuro.

 

trabalho-de-parto-prematuro-feto-incompetencia-istmocervical

Fontes:

BAGNOLI, Vicente R; FONSECA, Angela; FASSOLAS, George; ARIE, Maria; ARIE, Wilson; BARACAT, Edmund. Conduta frente às malformações genitais uterinas: revisão baseada em evidências. FEMINA. Abr 2010. Vol 38. Nº4.

Google Imagens.

 

Você tem Síndrome dos Ovários Policísticos? Tem problemas com ciclo menstrual? Dificuldades para engravidar? Acesse este link e conheça meu livro:

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

Tem interesse em melhorar seu desempenho acadêmico e intelectual? Conheça nosso site “Estudante Profissional”. As melhores dicas de estudo e desempenho acadêmico para você.

12106814_556886591142604_6459095786695016654_n(2)

https://estudanteprofissionalblog.wordpress.com/

CONHEÇA O MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS – https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224

Emerson Batista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s