Ultrassonografia no 1º Trimestre: Idade gestacional, número de fetos, translucência nucal, osso nasal e ducto venoso

A ultrassonografia é uma ferramenta importantíssima no trabalho do obstetra por trazer informações importantíssimas sobre o estado atual do feto. Durante o primeiro trimestre serve como avaliação das ameaças de abortamento, como definição de número de fetos e idade gestacional e pesquisa de malformações fetais. 

Screen Shot 06-10-16 at 08.36 PM

A ultrassonografia é um exame que modificou a forma de acompanhamento das gestações, trazendo informações importantíssimas para os médicos que cuidam da saúde das gestantes. Quando realizada precocemente, pode trazer informações que modificam o acompanhamento do pré-natal e podem trazer melhores resultados para a mãe e seu filho.

Possui diversas indicações, segundo o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos(NIH):

  1. Ameaça de abortamento ou óbito fetal.
  2. Sangramento vaginal.
  3. Verificação de idade gestacional.
  4. Auxiliar de procedimentos invasivos como a biópsia de vilo corial.
  5. Suspeita de gestação múltipla.
  6. Suspeita de mola hidatiforme.
  7. Suspeita de gestação ectópica.
  8. Localização de DIU.
  9. Discrepância entre idade gestacional e tamanho fetal.
  10. Suspeita de anormalidades uterinas.
  11. Avaliação de massas pélvicas encontradas clinicamente.

Toda ultrassonografia é boa?

Nem sempre. A ultrassonografia é um exame que depende de vários fatores. Dentre eles a qualidade do aparelho, a experiência do examinador e as condições físicas da paciente e da gestação.

ScreenShot039

Por que a ultrassonografia na gestação inicial é a melhor ferramenta para calcular a idade gestacional?

Durante a fase inicial da gravidez o crescimento fetal é semelhante entre as pacientes. Neste momento o feto depende muito pouco das variações ambientais como a dieta materna. Portanto a medida de fetos com a mesma idade gestacional se mostra semelhante.

Nas ultrassonografias mais tardias, o feto sofre maiores variações de peso devido às condições clínicas e estilos de vida da mãe.

O cálculo até as 14 semanas de idade gestacional tem margem de erro estimada em 1 semana. No segundo trimestre a margem de erro é de 2 semanas e no terceiro, de 3 semanas para mais ou para menos.

ScreenShot040

USG transvaginal x USG transabdominal

Até as 14 semanas de idade gestacional a melhor técnica para avaliar o conteúdo intrauterino é a transvaginal. Nesta época, o útero continua como um órgão pélvico, sendo protegido pela bacia óssea da mulher. Portanto há maior dificuldade de visualização das estruturas por via baixa.

Após 14 semanas, o útero já se encontra em posição mais alta, agora no abdome e então a visualização por meio de ultrassonografia transabdominal é perfeitamente possível.

Achados sonográficos da gestação normal:

05 semanas – o saco gestacional é visível à ultrassonografia transvaginal.

06 semanas – a vesícula vitelina é visível à ultrassonografia transvaginal.

07 semanas – o embrião é visível à ultrassonografia transvaginal. O batimento cardíaco fetal já poderá ser ouvido.

07-08 semanas – movimentos fetais suaves e discretos podem ser vistos.

11-12 semanas – a cabeça fetal já pode ser visualizada.

12 semanas – a placenta é visível à ultrassonografia transvaginal.

Importante lembrar que o saco gestacional pode estar presente em gestações ectópicas, sendo portanto um “pseudo-saco gestacional”. Corresponde a um diagnóstico desafiador e bastante importante nesta fase da gravidez.

O encontro da vesícula vitelina, que é uma estrutura fetal, confirma a gestação intrauterina.

Na sétima semana, quando surge o embrião, já pode ser possível verificar batimento cardíaco fetal. No início, a frequência cardíaca permanece por volta de 100 batimentos por minuto e após passa a 180 batimentos por minuto. Com o avançar da gravidez, se localiza na faixa de 120 a 160, normalmente utilizada para o acompanhamento da gestação.

O que é Comprimento cabeça-nádega(CCN)?

A medida do comprimento cabeça-nádega é a melhor forma de calcular a idade da gestação. Após o surgimento do embrião, é mensurada e calculada, através de uma tabela que elenca as variações médias.

Sua avaliação da idade gestacional tem variação estimada em 5 dias de margem de erro.

ScreenShot042

O que é translucência nucal?

Segundo Saldanha, et al.(2009), aumento da Translucência Nucal(TN) é uma expressão fenotípica comum nos fetos cromossomicamente anormais e com malformações fetais estruturais e síndromes gênicas.

O termo translucência nucal(TN) foi definido em 1992 como o espaço preenchido por líquido entre o periósteo da coluna cervical e a pele fetal, sem septos em seu interior. Neste estudo observou-se que a espessura de TN acima de 3,0 mm havia 35% de alterações cromossômicas, em especial a Síndrome de Down.

Por ser realizada por ultrassonografia, tem a vantagem de ser não-invasivo, praticamente sem riscos para a mãe e o feto e com boa capacidade de avaliação dos aspectos da morfologia fetal, bem como os desvios da normalidade.

ScreenShot032

Outras possíveis causas de aumento são:

  • Anormalidades cardíacas e de grandes artérias;
  • Congestão venosa de cabeça e pescoço;
  • Alterações na composição da matriz extracelular;
  • Falha na drenagem linfática por desenvolvimento anormal;
  • Anemia fetal;
  • Hipoproteinemia;
  • Infecções congênitas.

No caso das cardiopatias congênitas, a orientação diagnóstica pode representar a definição da necessidade cirúrgica logo após o nascimento.

No entanto, pode estar alterada em fetos sem quaisquer destas alterações, não sendo uma alteração determinante de malformação fetal. Estes resultados sem implicação clínica são mais comuns com alterações leves de TN, entre 2,5 e 3,0mm. Quanto maior a TN, maior a chance de o feto ter alguma alteração de desenvolvimento.

Conclui-se que a TN é mais uma ferramenta útil na avaliação da boa formação fetal e ausência de desvios da normalidade, como forma de tranquilizar os pais, além de fornecer diagnósticos de condições que necessitam de abordagem pós-natal imediata.

ScreenShot031

Por que é feita a avaliação do osso nasal?

Pesquisas em medicina fetal encontraram associação entre redução do tamanho ou ausência do osso nasal e síndromes genéticas como a Trissomia do Cromossomo 21(Síndrome de Down). Por isso é um dado que deve ser avaliado na ultrassonografia do primeiro trimestre, principalmente em gestantes com maior risco de malformações fetais. 

Para que serve a avaliação do ducto venoso?

O ducto venoso é liga a veia umbilical à veia cava inferior. É responsável pelo fluxo que é direcionado da placenta para o feto. Está alterado em doenças cardíacas fetais, malformações como as trissomias e em doenças placentárias graves. Deve ser avaliada na ultrassonografia morfológica do primeiro trimestre.

 

Screen Shot 06-10-16 at 09.57 AM

Fontes:

BRUNS, Rafael Frederico et al.O papel da translucência nucal no rastreamento de cardiopatias congênitas. Arq. Bras. Cardiol. [online]. 2006, vol.87, n.3, pp. 307-314. ISSN 0066-782X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2006001600013.

CAMANO, Luiz et al.Avaliação do desfecho dos conceptos com risco aumentado de ocorrência de anomalias cromossômicas calculado pela medida da translucência nucal. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2005, vol.27, n.3, pp. 155-160. ISSN 0100-7203.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032005000300010.

SALDANHA, Fátima Aparecida Targino et al.Translucência nucal aumentada e cariótipo normal: evolução pré e pós-natal. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2009, vol.55, n.5, pp. 575-580. ISSN 0104-4230.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302009000500022. 

MONTENEGRO, C.A.B; REZENDE FILHO, J. Rezende: Obstetrícia Fundamental. 12.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

FREITAS et al. Rotinas em Obstetrícia.Volume 8. 2010

LEVENO et al. Manual de Obstetrícia de Williams – Complicações na Gestação. 23ª Edição. 2014

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s