Cistos Mamários: Abordagem e Tratamento

Alteração mamária bastante comum em mulheres em idade reprodutiva. Causa ansiedade nas mulheres, embora raramente esteja associada a doenças malignas.

ScreenShot203

Os cistos são acúmulos de líquido no tecido mamário, que ocorrem geralmente em mulheres por volta dos 30 anos. Estima-se que estejam presentes em 7 a 10% das mulheres.

Como são formados?

Decorrem de alterações involutivas da mama, com a atrofia dos ductos mamários. Estes podem permanecer secretando líquido e, desta forma, formam os cistos. Por esta característica, são também bastante recidivantes, com tendência a retornarem diversas vezes após o tratamento.

Além disso, as alterações mensais mamárias provocadas pela flutuação hormonal do período menstrual causam a sua formação. Durante a fase proliferativa a mama fica túrgida e dolorida, com sensação de inchaço. Após a menstruação, volta a seu tamanho normal. Esta variação de crescimento e atrofia favorece a formação de cistos.

Quais são os fatores de risco?

O que a mulher sente?

Surgem como nódulos palpáveis, móveis e doloroso, percebidos ao auto-exame. O aparecimento é súbito, por ser mais fácil a acumulação de líquido do que a formação de tecido associado a doenças malignas. Podem ser únicos ou múltiplos, uni ou bilaterais.

Como é feita a abordagem?

A ultrassonografia é o método de melhor avaliação diagnóstica não-invasiva. Fornece informações sobre o conteúdo, a presença de tecido sólido e septações. Indica o local em que deve ser feita a punção para tratamento.

A punção aspirativa com agulha fina é capaz de esvaziar o cisto, além de colher material para sua avaliação laboratorial. Os exames são importantíssimos para determinar a natureza do cisto e a sua chance de recorrência.

Em mulheres acima de 40 anos a mamografia é obrigatória para avaliar a presença de outras lesões.

ScreenShot022

Fontes:

NAZÁRIO, Afonso C; REGO, Mychely F; OLIVEIRA, Vilmar M. Nódulos benignos da mama: uma revisão dos diagnósticos diferenciais e conduta. Revista Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia. Abr 2007.

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s