Associação entre Estresse e Depressão pós-parto

O estresse é uma resposta do corpo a um perigo iminente, que geralmente exacerba a necessidade atual e gera gasto energético desnecessário. Está associado ao desenvolvimento de distúrbios da saúde mental como a depressão pós-parto.

ScreenShot305

A gestante vivencia uma grande quantidade de modificações em seu corpo. Além disso os aspectos relacionados com a sua saúde, com o desenvolvimento adequado do seu filho, o parto, o puerpério, dentre outros, funcionam como fatores que causam preocupação às mulheres durante o ciclo gestacional.

Existem diversos outros fatores de estresse na gravidez como:

Sabe-se que a depressão é uma doença que pode ser derivada do estresse quando duradouro e em níveis elevados no organismo. Quando mantido durante a gestação está associado também a piora de condições clínicas maternas como a asma e as próprias doenças mentais, bem como alterações no desenvolvimento fetal causando baixo peso ao nascer.

O estresse durante a gravidez é o principal indicador de que a mulher desenvolverá depressão pós-parto. Estima-se que 75% das gestantes apresentem episódios de estresse elevado durante a gestação. A média é de 4 eventos por gravidez.

O puerpério(período pós-parto) também atua como evento importante, uma vez que a mulher se encontra em uma nova condição de vida em que tem que cuidar do seu filho e lidar com a recuperação do seu corpo no pós-parto.

E como abordar o estresse na gestação?

Durante o pré-natal a gestante deve buscar respostas para suas dúvidas, que geralmente são várias. O conhecimento dos próximos passos, como manter sua saúde, alimentação, enfim, todos os aspectos que se modificam nesta fase tão importante da sua vida.

Além disso, a gravidez não é doença. A mulher pode e deve se manter ativa, fazer suas atividades de forma adaptada e praticar exercícios físicos, de forma a manter sua saúde física e mental.

Quando o estresse estiver elevado e prejudicar o cotidiano, é importante buscar ajuda profissional, para acompanhamento psicológico e psicoterápico de forma a reduzir os danos que possam porventura ser causados.

Vale lembrar que a saúde mental é importantíssima para garantir um bom desfecho da gestação para mãe e filho. O suporte familiar é fundamental neste período, atuando como o suporte que a gestante precisa neste momento tão especial da sua vida.

ScreenShot011

Fontes:

RODRIGUES, Olga; SCHIAVO, Rafaela. Stress na gestação e no puerpério: uma correlação com a depressão pós-parto. Revista da Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Ago 2011.

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s