Cardiotocografia: Vitalidade Fetal no Alto Risco

Exame que associa as contrações uterinas com a movimentação fetal e a frequência cardíaca. Usado em gestação de alto risco como forma de diagnosticar sofrimento fetal.

feto 3

O sofrimento fetal ocorre quando o fluxo de oxigênio e nutrientes que chega ao feto são insuficientes. Como forma de economia de energia o feto reduz a sua movimentação. Com o avançar da gravidade a frequência cardíaca fetal tende a se alterar. Inicialmente aumenta e após se reduz.

Existem outras causas de alteração da frequência cardíaca fetal?

Sim. Listemos abaixo:

  • Aumento – redução da oxigenação fetal, infecção intrauterina, hipertermia materna, uso de nicotina, arritmias cardíacas maternas.
  • Redução – sono fetal, pós-maturidade, beta-bloqueadores e asfixia fetal grave.

Como a cardiotocografia é feita?

Cardiotocografia

Com a gestante deitada, em repouso, são colocados sensores de contrações uterinas e sonar para avaliar a frequência cardíaca fetal. Além disso a gestante permanece com um botão que deve ser apertado ao sentir a movimentação fetal.

A avaliação dura 20 minutos. São considerados:

  • Número de movimentos fetais.
  • Variabilidade da frequência cardíaca fetal após a movimentação.
  • Variabilidade da frequência cardíaca fetal após as contrações.
  • Presença de desacelerações de frequência cardíaca fetal.

Este exame é confiável?

Sim. As pesquisas mostram aumento do diagnóstico de condições de risco fetal quando o exame é feito em gestações de alto risco. Em gestações de baixo risco seu uso de rotina não mostrou vantagens até o momento.

O exame deve ser repetido?

Sim. Iniciado após 28 semanas, deve ser repetido a cada 7 dias em gestações de alto risco.

E se o exame mostrar alterações?

Em diagnóstico de sofrimento fetal deve ser avaliada a necessidade de interrupção da gestação.

ScreenShot254

Fontes:

Ministério da saúde do Brasil. Gestação de Alto Risco. Manual Técnico. 5ª Edição. Brasília-DF. 2012.

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s