Introdução aos Distúrbios Psiquiátricos na Gestação

A gestação representa um momento de fragilidade psicológica com maior risco de desenvolvimento e descompensação de doenças psiquiáticas. Estima-se que ocorram em graus variados em pelo menos 25% das gestações. Dificuldade maior ocorre pela reduzida possibilidade de uso de medicamentos e riscos para a própria gestação.

1781975_758619014171025_2751631678647276501_n

As alterações hormonais características da gestação formam um estado de vulnerabilidade para as doenças mentais. A labilidade emocional que ocorre durante a gestação pode mascarar a presença de distúrbios de humor negativo, como a depressão, e dificultar o diagnóstico.

Quais os fatores de risco para doenças mentais na gestação?

  • Ausência de parceiro.
  • Desestruturação familiar.
  • História prévia de doenças mentais.
  • Doenças pregressas.
  • Traumas psicológicos.

Quais as repercussões para a gravidez?

Pela alteração do cotidiano da paciente a regularidade de acompanhamento do pré-natal dificilmente é conseguida. Desta forma, as situações de risco para desfechos negativos podem passar despercebidas.

São relatados aumentos de abortamento e trabalho de parto pré-termo em mulheres com doenças psiquiátricas. Além disso, as infecções como sífilis e HIV não são reconhecidas precocemente e o feto pode ser atingido e sofrer danos permanentes.

Quando ocorre Depressão pós-parto, o cuidado com o recém-nascido fica bastante prejudicado. Em casos de psicose materna, o bebê deve ser afastado da mãe por questão de segurança.

Como deve ser feita a abordagem?

As pesquisas do estado mental, do humor e da capacidade cognitiva da mulher devem fazer parte da avaliação pré-natal. Somente o diagnóstico precoce possibilita intervenções que alterem os resultados materno-fetais.

Naquelas que já fazem uso de medicações psicotrópicas, deve ser avaliado o custo-benefício de se manter ou suspender a medicação.

O acompanhamento psicológico é benéfico na grande maioria dos casos e deve ser sugerida às pacientes de risco. A associação de medicamentos e psicoterapia com estilos de vida saudáveis são as melhores formas de fornecer melhor estado de saúde para a mãe e seu bebê.

ScreenShot219

Fonte:

Ministério da saúde do Brasil. Gestação de Alto Risco. Manual Técnico. 5ª Edição. Brasília-DF. 2012.

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

Um comentário sobre “Introdução aos Distúrbios Psiquiátricos na Gestação

  1. Pingback: Associação entre Estresse e Depressão pós-parto | Gravidez e Saúde da Mulher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s