Como evitar estrias durante a gravidez?

As estrias são causa de grande preocupação estética pela mulher, que almeja um retorno à seu corpo pré-gravídico após o nascimento do seu filho. Se desenvolvem durante o período gestacional devido à distensão da parede abdominal para comportar o útero gravídico, com o feto em desenvolvimento e sobretudo nas gestantes que ganham muito peso.

ScreenShot030

As estrias são comuns na gestação?

Estão presentes em cerca de 70% das gestantes, mais comumente em abdome, seios, quadril e nádegas. Surgem a partir da 25ª semana de gestação, quando a distensão abdominal é maior pelo crescimento do útero.

Como são formadas?

O aumento dos hormônios que ocorre durante a gestação aumenta as substâncias que são capazes de aumentar a elasticidade dos tecidos, inclusive da pele. Também há perda da capacidade de síntese dos fibroblastos e alteração na estrutura do tecido conjuntivo, do colágeno, da elastina e das fibras de fibrilinas. Além disso, há maior prevalência de uma proteína chamada relaxina, que pode estar associada à presença de estrias nas gestantes.

Inicialmente são eritematosas (avermelhadas) e tendem a se tornar prateadas e permanentes após o término da gestação e redução do estímulo hormonal sobre o corpo feminino.

Quais os maiores fatores de risco para seu surgimento?

Neste estudo realizado por Maia et al.(2006), abordando uma maioria de pacientes na primeira gestação, foi possível detectar relação importante de alguns fatores com o surgimento de estrias.

Houve maior prevalência de estrias em pacientes mais jovens, abaixo de 25 anos. Este fato pode estar associado à imaturidade e menor resistência a trações na pele das pacientes mais jovens. As pacientes com menor grau de instrução, que geralmente tem gestações mais precoces, também foram mais afetadas.

O fatores de maior associação com as estrias foi o ganho de peso durante a gestação. Este, juntamente com o desenvolvimento de macrossômicos ( acima de 4kg) foram os dois fatores de maior relevância.

Os fetos macrossômicos e o polidrâmnio são mais comuns em mulheres com diabetes gestacional.

Não houve relação com a cor da pele materna, tabagismo e uso de cremes e hidratantes pelas gestantes. Podemos concluir então que o melhor caminho para evitar as estrias é controlar o ganho de peso durante a gestação.

ScreenShot031

Referências:

CAMBAZARD, F.; MICHAEL, J. Striae. Textbook of pediatric dermathology, Oxford, n. 2ª ed., p. 1689-1695, 2006.

MAIA, M. et al. Estrias de distensão na gravidez: fatores de risco em primíparas. Anais Brasileiros de Dermatologia, São Paulo, v. 84, n. 6, p. 599-605, set. 2009.

Captura de Tela 2016-05-06 às 22.31.01

Liberei uma amostra do meu livro digital: “Tenho Síndrome dos Ovários Policísticos: E Agora?” Acesse o link abaixo e confira!
http://www.dremersonbatista.com/#!home/ipmp6

Screen Shot 03-27-16 at 08.29 PM

Caso você goste do conteúdo e queira saber como ter acesso ao conteúdo completo acesse:

http://www.dremersonbatista.com

CONHEÇA MEU PERFIL NO GOOGLE PLUS

https://plus.google.com/u/0/107467915066257179224/posts

2 comentários sobre “Como evitar estrias durante a gravidez?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s